SEMINARISTAS

É uma alegria participar de alguma maneira, junto com você, da expansão do Reino de Deus.

Esclarecemos que essa Política se aplica exclusivamente a recomendações de candidatos ao ensino bíblico teológico em Instituições Teológicas de confiança da IBMSP.

O fornecimento de recomendações não pressupõe apoio financeiro da igreja. Cada caso será analisado individualmente.

As recomendações e/ou sustento serão renovados ou não. Dependerá da avaliação de desempenho do candidato nas atividades da igreja, seu bom aproveitamento acadêmico e bom testemunho.

As condições para recomendações do candidato são:

  • Ser membro ativo da igreja há três anos completos;

  • Ter comprovadamente bom testemunho e bom caráter;

  • Não ter dificuldades em submeter-se às autoridades;

  • Ele ou sua família ser dizimista e contribuinte fiel para missões nos últimos 2 anos;

  • Servir num ministério nos últimos 2 anos;

  • Preencher e entregou o questionário fornecido dentro do prazo;

  • Passar por entrevista com um dos pastores e/ou líder do MdM (Ministério de Missões) ou outro responsável, se convocado.

Os pedidos devem ser encaminhados por e-mail (memorial@ibmemorial.org.br) em formulário específico, sempre no mês de outubro do ano que antecede o início das aulas.

Os pedidos serão analisados por ordem de chegada e as respostas serão dadas até a segunda quinzena de novembro.

O apoio financeiro, quando concedido, vai respeitar, além da ordem de chegada, o limite definido pelo orçamento da igreja. Essa ajuda pode variar entre 10% e 100% do valor da mensalidade. O valor médio da ajuda será estabelecido tendo como base o valor da mensalidade da Faculdade Teológica Batista de São Paulo.

Para qualquer apoio financeiro é pré-requisito que o candidato venha servir em alguma área de interesse da igreja, conforme acerto mútuo e seja supervisionado por um líder de ministério, líder de área ou pastor.

Recomendações e eventuais apoios financeiros não representam, necessariamente, que a igreja contratará o candidato após a conclusão do curso. Igreja ou candidato não devem ter essa expectativa, a não ser que isso fique claro, para ambas as partes, em reunião prévia do candidato com liderança da Igreja.

Casos omissos ou exceções serão tratados de forma individual.